Do you want to buy antibiotics online without prescription? http://buyantibiotics24h.com/ - This is pharmacy online for you!

Mandacarudaserra.com.br

ROTEIRO DA PALESTRA DO Dr. Wanderley Guedes NEUROSES: Doenças que afetam a personalidade de forma superficial, caracterizada por conflitos intra psíquicos que podem inibir as condutas sociais; há uma certa consciência do estado mórbido.
PSICOSES: Transtornos mentais que comprometem gravemente a personalidade; rompe-se o relacionamento com o mundo. Não se reconhece como doente – só vai ao médico quando levado por outra pessoa.  Diferença entre neurótico e psicótico: 1 - TRANSTORNOS NEURÓTICOS a) TOC (Transtorno Obsessiva Compulsivo) • Uso da compulsão para se livrar do pensamento obsessiva.
Simetria - ordem – exatidão – números e sorte ou azar – medo de morrer – idéia de pecado – rituais conscientes e recorrentes – lavar as mãos de forma repetitiva – tomar banho várias vezes e de forma demorada – sentar e levantar – pisar em pedras brancas – verificar portas várias vezes, etc.
b) TAG (Transt. de Ansiedade Generalizada) • Transtorno crônico ansioso com preocupações excessivas apresenta sintomas psicossomáticos diversos: Dor – tremor – inquietação – fadiga fácil – sudorese – palpitações – boca seca – vertigem – náuseas – diarréia – nó na garganta – bolo que sobe e desce – tonturas e etc c) TRANSTORNO FÓBICO ANSIOSO E DO PÂNICO Fobia, medo excessivo de alguma coisa. Fobia social – medo de gesto ou atitude diante de outras pessoas d) AGORAFOBIA Medo de lugares abertos com muitas pessoas, medo de passar mal, etc e) TRANSTORNO DO PÂNICOAtaque imprevisível de ansiedade aguda com certa gravidade e de aparecimento imprevisível, espontânea e recorrente.
Apresenta: dispnéia, desmaio, dormência, etc f) TRANSTORNOS DISSOCIATIVO E CONVERSIVOSHisteria, paralisia, cegueira, mutismog) TRANSTORNOS SOMATOMORFOSNáuseas, vômitos, disfagia, eructações, dispnéia, vertigem, amnésia.
h) TRANSTORNOS HIPOCONDRIACOS DIVERSOSMania de doenças – poliqueixoso Ex.: quando ouve alguém falar que adoeceu.
ESQUIZOFRENIATermo criado por Eugen Bleuler, Psiquiatra suíço (1857 – 1939) substituindo o usado por Morel e Kraeplin: “demência precoce”Há um predomínio da discordância, incoerência ideo verbal, ambivalência, autismo, delírios, alucinações (alterações senso perceptivas), perturbações afetivas profundas, alheamento e estranheza de sentimentos – evolui com deficiências e dissociação da personalidade, Há um predomínio de alucinações e delírios de perseguição.
Predominam as alterações do afeto, distanciamento afetivo, autismo (isolamento de si mesmo), falta de interesse e de iniciativas.
c) ESQUIZOFRENIA CATATÔNICA Além dos sintomas da esquizofrenia simples, chamam atenção os sintomas psicomotores:• Flexibilidade cérea (transtorno do nível de consciência menos d) HEBEFRÊNICA Atinge entre os 15 e 25 anos, grande desagregação, aparece mais sintomas da esquizofrenia simples, mais delírios e alucinações fugazes, narcisismos acompanhado de risadinhas, caretas, tendência a ser solitário, desorganização da personalidade, etc TRANSTORNO BIPOLAR Episódios de mania e depressão ou hipomania e depressão, intercalada ou não de normalidade, na mania, há uma elevação do humor 4 – TRANSTORNOS DEPRESSIVOSConceito geral - Mal estar físico e moral de intensidade variada com perda da eficiência intelectual, cansaço, tristeza, auto depreciação, desalento, desinteresse, tristeza, fadiga, insônia ou hipersonia, anorexia, diminuição da libido, choro nas depressões mais acentuadas, idéias suicidas.
TIPOS DE DEPRESSÃOa) Transtornos depressivo cujos fatores são psico-sociais, com sintomas que podem durar até seis meses, com prejuízo das atividades sociais e do trabalho – exigem cuidados técnicos – é responsável por 2/3 das depressões. O fator psicossocial deflagrador está sempre presente na sintomatologia referida.
b) Transtorno depressivo de etiologia, genético biológico constitucionalConsideram-se quatro subtipos:b.1) DEPRESSÃO RECORRENTE – Pode ser sempre isolada ou acompanhada de excitações, manias, hipomania, trata-se como bipolaridade, às vezes tem aspectos psicóticos com delírios e alucinações.
b.2) CICLOTIMIA – transtorno depressivo persistente que se caracteriza por instabilidade do humor com períodos de depressão e excitação leve; surge mais no início da vida adulta, tem um curso crônico com períodos de normalidade que duram alguns meses. Para o diagnóstico fazer rigorosa observação.
b.3) DISTIMIA – Transtorno de humor com manifestações leves a moderadas, há períodos em que o paciente se acha bem, mas descrevem outros períodos que duram meses onde se acham cansados e deprimidos. Desenvolvem as atividades com alguma dificuldade e uma qualidade vida que poderia ser melhor.
b.4) TRANSTORNOS DEPRESSIVOS transitórios por disfunção fisiológicaTPM, Puerpério, menopausa, andropausa, substancias exógenas (ex. álcool) e outras.
5 – TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS INFANTO-JUVENILa) RETARDO MENTAL Capacidade intelectual abaixo da média; tem origem no período de desenvolvimento cursa de forma associada a prejuízo no comportamento adaptativo.
Sintomas associados: - Autismo; - Hiperatividade; - Agressividade.
b) TRANSTORNOS HIPERCINÉTICOS-Falta de Atenção-Impulsividade-Hiperatividade Há indícios de um estado hipodopaminérgico; Tolerância à frustração, aumentada baixa auto estima, agressividadec) TRARoubo, fuga de casa, mentiras, envolvimento com atos incendiários, falta à escola, arrombamento, crueldade com animais, estupro, etc  d) TRANSTORNO DE HUMORMudança inexplicável do comportamento, refere dores no corpo, cefaléia, dores no estômago, alteração do sono e apetite, tristeza, tom de voz monótono e baixo, apatia, isolamento social, lentidão, anedonia – incapacidade de sentir prazer em coisas antes prazerosas.
e) TRANSTORNOS ESPECÍFICOS NO DESENVOLVIMENTO DAS HABILIDADES ESCOLARESLeitura – Prejuízo na discriminação de palavrasDificuldade na sequência e reconhecimento das palavrasEscrita – Ortografia, pontuação, gramática e caligrafiaMatemática – conceito, operações, atenção, tabuadaLinguagem – dificuldade na articulaçãoDiagnóstico diferencial – retardo mental, autismo, distúrbio da atenção, depressão, distúrbio ansioso.
Conduta – reeducação, psicopedagogia, tratamento fonoaudiológico, psicoterapia para crianças, orientação dos pais.
f) ESQUIZOFRENIA NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA Sintomas positivos – delírios, alucinações, desorganização do pensamento, distorções ou exageros da linguagem e da comunicação, comportamento desorganizado, bizarro, catatônico ou agitado.
Sintomas negativos – embotamento do afeto, pensamento vazio, falta de iniciativa, retraimento social, prejuízo da atenção e pensamento estereotipado.
SINAIS DE ALERTA PARA PSICOSE NA INFÂNCIA E ADOLESÊNCIADificuldade em discriminar sonhos, fantasias ou filmes daquilo que é real; isolamento social; comportamento estranho; desconfiança; temor; atos impulsivos; humor disfórico; triste; ansioso; irritável; dificuldade de relacionamento com amigos, colegas de escola; apego excessivo aos pais; perda de interesses habituais; perturbação do sono, da alimentação, descuido com a aparência e higiene; falta de concentração; degradação gradativa das habilidades sociais.
g) TRANSTORNOS INVASIVOS DO DESENVOLVIMENTO• Transtorno de hiperatividade associado ao retardo mental; h) AUTISMO INFANTIL PRECOCEDesenvolvimento anormal antes dos 03 anos de idade em pelo menos uma das seguintes áreas:• Desenvolvimento dos vínculos sociais comprometidos; Padrões de comportamento receptivo e estereotipado (repetição dos mesmos gestos, atitudes e movimentos)i) AUTISMO ATÍPICO• Desenvolvimento anormal evidente aos 3 anos ou mais; Anormalidade qualitativa na interação social dos padrões de Atividades restritas e estereotipadas.
Desordem neurológica de causa genética recentemente descoberta – mutações genéticas esporádicas do gene Mec P2 – atinge somente crianças do sexo feminino• Ocorre uma estagnação e regressão em todos os sentidos.
Paroxetina = 20 a 40mg/diaAlprazolan = 1 a 4mg/dia Clonazepan 0,5 a 6mg/diaBromazepan = 3 a 9 mg/dia 3 – TRANSTORNO FÓBICO ANSIOSO E DO PÂNICO Nível I Bromozepan = 3 a 9mg/diaFluoxetina = 10 a 40mg/diaClomipramina = 10 a 75mg/dia 4 – TRANSTORNO DISSOCIATIVO E COAVERSIVOS Carbamazepina = 400 a 800mg/dia 1200mg/diaTioridazina – 50 a 200 mg/dia Ácido Valproico = 500 a 1.500mg/diaParoxetina = 20 a 40mg/dia PSICOFARMACOS EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES Clorpramazina gotas = 10 a 300mg/dia 01gt = 1mg Neozine = levomepramazina – iniciar com 10 a 15 gotas/dia Ajustar lentamenteSomente acima de 3 anos• Melleril = Tioridazina – 10 a 200mg/dia Periciazina - iniciar 4 gts – menor de 4 anos 6 a 8 gts – maior de 4 anosAumentar de 3/3 dias de acordo com a resposta II – Bonzodiazepinicos Clonazepan – até 10 anos 0,3 a 0,9mg/Kg/dia10 anos 1 a 2mg/diaIII – AntidepressivosFluoxetina – 5 a 20mg/dia – iniciar com 5mg e aumentar lentamente.
Paroxetina – iniciar 5mg/dia 10 a 20mg/diaImipramina – 1 a 3 mg/Kg/dia* * *No TDAH1ª escolha – Metilfenidato – 0,3 a 1 mg/Kg/dia2ª escolha – Tricíclicos3ª escolha – Bupropiona IV – Estabilizadores do humorCarbomazepina Carbamozepina – 400 a Nível III 1800mg/dia Valprato de sódio – 500 a 3000mg/ Gabapentina – 900 a 4800mg/diadia - Clobazan – 10 a 60mg/dia EMERGÊNCIAS PSIQUIÁTRICASI – Abstinência ao álcool  Tremor, náuseas, vômitos, sudorese, taquicardia, ansiedade intensa, irritabilidade, insônia, etc.
• Diazepan 10mg via oral de hora em hora até a sedação – máximo Desorientação no tempo e espaço, memória comprometida, ilusões, alucinações, hipertensão, sudorese, rubor facial, taquipnéia, midríase, hipotermia.
• Diazepan 10mg de hora em hora - via oral até a sedação ou Midazolan 0,2mg/Kg EV ou IM,ou Fanitoina 15Kg/Kg/EV até dose máxima de 1250mg diluído em água destilada lentamenteSe não responder.
• Fazer fonobarbital = 20mg/Kg EV (máximo de 1 g) Estado de mal epilépticoIV – Agitação Psicomotora e heteroagressividade P Haloperidol – 2 ampolas + Fenergan 2 ampolas IM Contenção mecânica = imobilizar os quatro membros

Source: http://www.mandacarudaserra.com.br/noticias/2011/ROTEIRO%20DA%20PALESTRA%20DO.pdf

wiki.usask.ca

Association Between Licensure Examination Scores and Practice in Primary Care Robyn Tamblyn; Michal Abrahamowicz; W. Dale Dauphinee; et al. JAMA . 2002;288(23):3019-3026 (doi:10.1001/jama.288.23.3019) Primary Care/ Family Medicine; Quality of Care; Quality of Care, Other Association Between Licensure Examination Scores and Practice in Primary Care Robyn Tamblyn, PhD Context Standar

Exploring the use of viagra in place of animal and plant potency products in traditional chinese medicine

Exploring the use of Viagra in place of animal and plant potency products in traditional Chinese medicine W I L L I A M V O N H I P P E L 1 ∗, F R A N K A . V O N H I P P E L 2 , N O R M A N C H A N 1A N D C L A R A C H E N G 3 1School of Psychology, University of New South Wales, Sydney 2052, Australia, 2Department of Biological Sciences, University of AlaskaAnchorage, 3211 Providence Drive,

Copyright © 2010-2014 Medical Pdf Finder